Tecnologia do Blogger.

Resenha - A guerra dos tronos.

Hoje eu começo com uma grande missão que é a de resenhar A GUERRA DOS TRONOS, segue sinopse abaixo.


Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, aceita a prestigiada posição de Mão do Rei oferecida pelo velho amigo, o rei Robert Baratheon, não desconfia que sua vida está prestes a ruir em sucessivas tragédias. Sabe-se que Lorde Stark aceitou a proposta porque desconfia que o dono anterior do título fora envenenado pela manipuladora rainha - uma cruel mulher do clã Lannister - e sua intenção é proteger o rei. Mas ter como inimigo os Lannister pode ser fatal: a ambição dessa família pelo poder parece não ter limites e o rei corre grande perigo. Agora, sozinho na corte, Eddard percebe que não só o rei está em apuros, mas também ele e toda sua família.



Então, conheci esse livro numas das minhas navegações pelo site da Americana, e me encantei logo de cara, achei ele um pouco desafiador, pela quantidade de folhas, peguei minha carteira, saquei meu cartão e comprei logo o BOX com os 5 livros, porquê o dinheiro é meu e compro o que eu quero :p. 
Como todos nós fanáticos por leitura sabemos, até que o livro chegasse na minha casa, entrei em estado de vegetação, fiquei consultando o site de 5 e 5 minutos, pra vê se ja estava perto, então derre pente chegou, ÊÊÊÊÊÊÊ.

Li ele em 1 semana e simplesmente me apaixonei perdidamente pelo livro, acho que foi por causa do final em que o tal Lorde(que não vou dizer o nome, pois odeio Spoilers) perde a cabeça, achei um absurdo e uma falta de respeito da parte do vovô George R R Martin, mas fazer o que né o livro é dele ele faz o que ele quer. 

Apesar de o livro ser bastante detalhista e cheio de personagens, para você amar e odiar ao mesmo tempo, A guerra dos tronos simplesmente se tornou meu queridinho na minha estante de livros, que cresce a cada dia mais.

Recomendadissimo, Ah um conselho, nunca se apegue a um personagem, fica a dica.





PS Sinto Falta de você.










Hoje eu acordei meio estranho, acordei com saudade de um tempo que eu ja tinha esquecido, sentindo falta de um carinho que eu sei que não volta mais, pra falar a verdade nunca senti ele de verdade, é algo que só pelas suas palavras, ja me sentia mais feliz com vontade de viver mais um pouco. sabe?
Hoje eu acordei meio triste, não aquela tristeza que coloca a pessoa de cama, mas sim aquela que vem derre pente, que não nos larga, que está continua no nosso coração, aquela tristeza que quando menos esperamos ela aparece.

Tenho raiva de mim de não ter me arriscado mais, de não ter falado o que  estava sentindo no momento que deveria falar, de ter me privado de ser feliz, por medo de enfrentar as reações dos outros, sendo que, de tanto me privar da felicidade, hoje estão todos bens e eu tô aqui fudido(metaforicamente rs rs).

Sinto saudades de ti, mesmo você não prestando, sinto saudades do que agente não viveu, sinto falta do que podíamos ter vivido, sinto falta das nossas conversas, das suas risadas, das suas teorias,.

PS. Sinto falta de você.


Esse é um relato real enviado por um leitor do blog.  



mande sua mensagem, editaremos e publicaremos aqui. 


O preço da vida eterna é a submissão!!!!!!!

Olá devoradores, hoje falaremos de um livro incrível chamado Refém da obsessão, segue sinopse abaixo.






Havia uma parte em Lanny que queria ser punida. Um pedaço de seu coração que acreditava que ela merecia o horror de ser imortal, a tristeza de ver todos aqueles que amara partirem, enquanto ela só podia conviver com as perdas e as lembranças. Terríveis e solitárias lembranças. Este “dom”, oferecido pelo mais malvado dos homens, Adair, era, para ela, a resposta a uma pena que ela deveria cumprir.
Mas, apesar das culpas e do castigo que pensava merecer, ela ainda sonhava. E esperava ser redimida por ter dado a Jonathan — seu grande amor — o esquecimento que purifica todo ser de sua dor: a morte. 
No entanto, bem no fundo de sua alma, ela suspeitava que, fosse o que fosse que a atraísse para Adair (e para sua maldade), fosse qual fosse o infeliz sentimento que os aproximara, este sentimento não fora totalmente exorcizado.
Não importava que ela tivesse chegado ao cúmulo de emparedar aquele homem mau e deixá-lo para apodrecer, não importava que o tempo tivesse passado, nem que, hoje, ela pudesse contar com o apoio e os braços fortes e acolhedores de Luke... Adair estava por perto, ela podia senti-lo, e seu poder era inexorável.


Essa resenha é pra quem já leu o ladrão de almas, não se preocupem não colocarei spoilers do deste livro.


O livro começa com o ponto de vista de Lanny, logo nas primeiras folhas você já sente o coração chegar a boca e voltar.
Sem excluir nenhum dos principais personagens do primeiro livro Cassandra Clare, nos dá uma continuidade da irresistível historia que era o Ladrão de almas, esse livro se encaixa no estilo New adult, mas não se preocupem os santinhos de plantão o livro é bem eclético e não vai te chocar em nada. 
Simplesmente amei o livro tô louco pro lançamento da continuação, só mais um comentário quero muito o casal Lanny e Adair. 
Com uma escrita quase perfeita Cassandra Clare se tornou pra mim a versão feminina de  George R R Martin.
 

Google+ Badge

Devoradores de Livros Copyright © 2013 - Designer by Papo Garota,Programação Emporium Digital