Tecnologia do Blogger.

Volta - Novidades

Natal tá chegando e as responsabilidades diminuem com a chegada do feriado. Fiquei muito muito muito, tempo fora. Mas estou de volta e não saio daqui nunca mais. Nem se eu ganhar na mega que está em 200 milhões de reais. Pasmem. É dinheiro pra cacilds. 
A rotina de postagens vai voltar ao normal a partir de hoje. E nada melhor do que começar com noticia nova. 
Pra quem não sabe todo mundo, sou escritor - tento pelo menos ha ha - e acabo de disponibilizar o meu livro para compra no site Clube de Autores, para quem quiser adquiri-lo. Façam uma boa ação de natal e deem meu livro para todos os seus familiares. Vai ser algo lindo de se ver. 
Olha capa dele aqui, junto com a sinopse.
Hoje é o dia em que se inicia a narrativa. Hoje também é o dia em que você me conhecerá. Meu nome é Frederico; um garoto nada comum com um nome menos comum ainda. Bom seria se o nome fosse meu único problema.Prefiro ser chamado  de “Fred”. Sou viciado em maconha e isso é um problema, mas posso te contar mais um: apanho e vejo minha mãe apanhar do meu pai frequentemente. Contudo não para por aí; sou um suicida em ascensão. Você já deve estar pensando: “que história triste”, e eu te digo que dá para piorar. Serei mandado para um local em que toda minha vida irá mudar. Lá eu irei descobrir que os meus problemas não são singulares e que a única forma de resolvê-los é enfrentando-os.O problema é que eu não quero isso; eu quero morrer, o que felizmente pode acontecer a qualquer momento.Aí você me diz: "Meu Deus, tenho que ser sincero(a), eu não queria ser você”. E se eu te dissesse que mais alguém vive aqui dentro? Você deve pensar que eu pirei, mas não; pelo menos não ainda. 

Carregado no drama que tantas pessoas amam. Quem Sabe Uma Outra Face, é um mergulho na mente de um jovem depressivo e cheio de vícios. Como amo e odeio este livro. Sei que vocês vão amar também. 
O site tá com um MEGA desconto por causa da black friday, então vamos correr pra comprar ha ha. 

O que me contam de novo?

Um xero. 


Indicação - Hannibal

A complexidade está em tudo aquilo que é novo e criamos barreiras para  o entendimento. Hannibal derrubou uma grande barreira que não era aparente na minha vida. O psicológico de uma pessoa é complexo até deixar de ser.
Segue sinopse abaixo:
Will Graham é um investigador do FBI que tem o talento de se inserir nas cenas dos crimes e visualizar exatamente o que aconteceu. Tal capacidade ajuda a solucionar muitos casos, mas também exige muito dele, obrigando-o a consultar o psiquiatra Hannibal Lecter. Mal sabe Graham, que o dr. Lecter não é um psiquiatra comum.

Resenha - A Escolha

Gente chegou o fim a seleção. E o que eu tenho a dizer? 
"Só sei que nada sei"
Segue sinopse abaixo:

A Escolha - A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois que a última página for virada.

Não aguentei - MC Melody e CIA.

Sei que não tem nada a ver com o blog. Peço perdão antes de qualquer coisa, mas não resisti. Lutei com todas as minhas forças para esquecer esses videos, mas é mais forte que eu. Assistam em ordem. Rindo até 2050. 

Novidades - Andross

Já estão sabendo da novidade da editora Andross?
 Não?
O processo de seleção de contos para publicação está aberto novamente. Pra você que não sabe bulhufas do que estou falando te explico tudo. 

Resenha - Fake

Queria chegar aqui dizendo "Gente que livro fofo", mas de fofo ele só tem a capa, digo que é um livro para todos lerem. Tenho uma simpatia tão grande pela nossa literatura que já início o livro com o máximo de expectativa. 
Segue sinopse abaixo:
"Fake" é um ya nacional com temática gay. Conta a história de Téo, que está prestes a completar vinte anos e acabou de passar para o curso de Direito. Não bastasse a euforia em começar a faculdade, ele se apaixona por Davi, um garoto que chegou ao Rio de Janeiro para ser ator.



Resenha - A Elite

E resenha do segundo livro da saga chegou. Lembro de ter pedido um pouco mais de drama, fui atendido. Quer dizer, peço só um pouco mais. 
Segue sinopse abaixo:

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.

Opinião - Versos de Um Crime

Quando um ator se destaca em uma obra, é muito difícil para ele se desvencilhar do seu personagem. Não digo pela foma de atuar, mas sim do imaginário de quem assiste. Quem não se lembra de Harry? Como se poderia esquecer aquela cicatriz? Daniel Radcliffe conseguiu esse feito. Atores assim são raros. 
Segue sinopse abaixo:  

1944. Allen Ginsberg (Daniel Radcliffe) sai da casa dos pais rumo à universidade, precisando lidar com o sentimento de culpa por ter deixado sua mãe (Jennifer Jason Leigh). Seu sonho é tornar-se um escritor, mas logo sente-se incomodado pelo modelo "certinho" de poesia que o curso ensina. Não demora muito para que ele conheça Lucien Carr (Dane DeHaan), um jovem provocador que apresenta Allen ao mundo da contracultura. Logo nasce uma grande amizade entre os dois, que se torna algo mais quando Allen passa a sentir atração por Lucien.

Resenha - A Seleção


Estou de volta pro meu aconchego, trazendo uma mala repleta de saudade...
Voltei!!!!!!! E vamos falar de A Seleção. 
Sabe aqueles livros que só lemos por causa de outra pessoa? As vezes foi uma indicação de uma pessoa que você gosta, ou de um blogueiro e tal... A Seleção foi assim pra mim, a capa me afastava.
Segue sinopse abaixo: 

Para trinta e cinco garotas, a Seleção é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. 

Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. 
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar.

Primeiras Impressões - Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor - Livro do Mês

A Novo Conceito me enviou uma prova de 28 folhas sobre o livro. Acho até arriscado isso, como em 28 folhas conseguirei definir alguma opinião sobre um livro inteiro? Depois de ler, percebi que sim era possível. Acredito que se fossem só as 10 primeiras já era o suficiente.
Segue sinopse abaixo:

Dez coisas que aprendi sobre o amor - Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

Mais Desejado Agosto - A Garota Que Você Deixou Para Trás

A Jojo Moyes é a pessoa mais fofa do mundo. Falo isso sem ler livro algum dela. Como sei então? Deve ser esse negócio de outras almas ha ha. 
Segue Sinopse abaixo:

Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

Série do Mês - Grey's Anatomy

Existem aquelas séries que são emocionantes,  tem também aquelas que nos fazem chorar muito e há aquelas que só se é possível assistir com uma jarra de água do lado. Grey's Anatomy é assim, desidratação de tanto chorar.
Segue sinopse abaixo:
Meredith Grey (Ellen Pompeo) começa a trabalhar no Seattle Grace Hospital e logo descobre que passou a noite com um dos seus chefes, Dr. Derek Shepherd (Patrick Dempsey). Enquanto enfrenta os desafios da vida profissional, ela se aproxima dos outros internos liderados pela residente Dra. Bailey (Chandra Wilson): Cristina Yang (Sandra Oh), Izzie Stevens (Katherine Heigl), George O'Malley (T.R. Knight) e Alex Karev (Justin Chambers).

Resenha - O Morro dos Ventos Uivantes

Um livro com personagens doentes e loucos. 
Segue sinopse abaixo:
O Morro dos Ventos Uivantes - Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. "Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff", diz a apaixonada Cathy.
O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais surpreendentes de todos os tempos, O Morro dos Ventos Uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas, incluindo os belos personagens de Stephenie Meyer.

Momento Baianês - Tenda Dos Milagres

Quem não gosta da Bahia. Bom sujeito não é...
O momento Baianês funcionará da seguinte forma. Todo mês haverá um post onde será invocado todo o meu sotaque baiano (confesso que não tenho) e se falará de um livro e autor brasileiro. Entendido? Não é resenha, são mais impressões mesmo. 
Então valendo bíxin. 

Tenda dos Milagres é um grito contra o preconceito racial e religioso, um canto à miscigenação e ao sincretismo tão marcantes na obra do escritor Jorge Amado. É a história de Pedro Archanjo, um mulato de muitos amores - alguns contidos em nome da amizade -, que documentou a cultura popular e provou a ascendência negra da aristocracia baiana do início do século XX. A história de do herói pobre, boêmio e erudito, que assumiu o preço de colocar o dedo na ferida dos inimigos da mestiçagem.




Opinião - Lua Nova

Aconteceu uma trágedia. Não sei como aconteceu, mas a vida é assim né? Fazer o que? Eu Moisés Silva, gostei, ai não vou conseguir dizer. Então vou dizer rápido. Eu gostei de Lua Nova. 
Segue sinopse abaixo:


Lua Nova - Para Bella Swan, há um coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward, já resgatara Bella, das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando...






Sabe aquela série que você odeia com todas as suas forças o primeiro livro, mas resolve ler o segundo e ai você gosta? Gosta muito? Crepúsculo está sendo assim. Cheguei a seguinte conclusão. 

Bienal Rio 2015 - Dicas

Agora falta um pouco mais de um mês para a Bienal Rio 2015 e você ainda não se preparou? 

Se tá em desespero não se preocupa, trago tudo para uma viagem tranquila com super segurança e conforto. Para pessoas como eu, que deixam tudo pra ultima hora. 
Vamos lá? 


O que se pensa em primeiro lugar para pessoas que não são do Rio. 
Praia da Tijuca? 

Resenha - Dever de capitão

Há muito tempo tinha comprado este livro, baratinho por sinal. Mas, foi mais por compulsão e menos por vontade. O resultado é que deixei ele encostado e como não tô com muitas escolhas na minha estante resolvi pega-lo.
Pense em um livro bom de ler. Estou falando de Dever de capitão.
Segue sinopse abaixo:


Dever de Capitão - Dever de capitão conta a história real de um marinheiro sob a mira de piratas somalis nos mares do leste da África. Em 2009, Richard Phillips, experiente oficial da marinha mercante dos Estados Unidos, assumiu o comando do navio cargueiro Maersk Alabama com a missão de transportar toneladas de alimentos desde Omã, na península Arábica, até o Quênia. Para isso, precisaria atravessar uma das regiões mais perigosas do mundo: o golfo de Áden, ao norte da costa da Somália, cujas águas são dominadas por piratas. Apesar de todas as precauções, o cargueiro é abordado por um pequeno grupo de piratas somalis armados, que rendem Phillips e tentam obrigá-lo a entregar a embarcação. A partir de então, o capitão e os invasores travam uma guerra psicológica pelo controle do navio — e pela vida da tripulação. 

Resenha - Um Amor de Verdade.

É o primeiro livro espirita que leio.
Ditado por Lucius e escrito por Zibia Gaspareto, Um Amor de Verdade é pra mim uma tipica estória de amor, superação e principalmente perdão.
Segue sinopse abaixo:
Um Amor de Verdade - Viver uma verdadeira experiência amorosa é um dos maiores prazeres da vida. Gostar é sentir com a alma, mas expressar os sentimentos depende das idéias de cada um. Condicionamos o amor às nossas necessidades neuróticas e acabamos com ele. Vivemos uma vida tentando fazer com que os outros se responsabilizem pelas nossas necessidades enquanto não nos abandonamos irresponsavelmente. Queremos ser amados e não nos amamos, queremos ser compreendidos e não nos compreendemos, queremos o apoio dos outros e damos o nosso a eles. Quando nos abandonamos, queremos achar alguém que venha a preencher o buraco que não cavamos. A insatisfação, o vazio interior se transformam na busca contínua de novos relacionamentos, cujos resultados frustrantes se repetirão. Cada um é o único responsável pelas suas próprias necessidades. Só quem se ama pode encontrar em sua vida Um Amor de Verdade!

Opinião - Sense8

Sense 8 contando a estória de 8 pessoas distintas e de todas as partes do mundo que são interligados por uma mutação genetica que permitem a comunicação entre si. Esta foi uma descrição simples, a descrição emocionada é: Uma série para amar e dormir de conchinha. Ha ha. Segue sinopse abaixo:

Grupos de pessoas ao redor do mundo que estão ligadas mentalmente, e precisam achar uma maneira de sobreviver sendo caçados por aqueles que os veem como uma ameaça para a ordem mundial.  


Esta é a primeira série série que assisti original da Netflix e admito que tive uma surpresa logo nas primeiras imagens. Pensava em algo complexo e cheio de mistérios e dramas. Não foi o que encontrei, me deparei com algo simples, com um bom suspense e admirável. Parecia aqueles bolos formigas na vitrine.
Vamos a descrição dos personagens.

Tag: Complete a Frase.

Minha primeira tag respondida Ha ha. Que emoção! 


Quem me convidou foi o Tony do Tony Lucas Blog. Valeu por se lembrar de mim Tony. Um xero. 

Resenha - Por Que Indiana, João?

Pra quem não sabe este livro é de um dos participantes do Cabine Literária, e pra quem não sabe ainda o que é a Cabine é só entrar neste link aqui.
Segue sinopse abaixo: 

Por que Indiana, João? - Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas.
Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet.

João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor.

“Por que Indiana, João?” é o livro de estreia de Danilo Leonardi, editor do canal “Cabine Literária” e parte de uma história quase comum para falar sobre algo que não deveria ser tão comum assim e que faz parte da vida de muitos adolescentes, jovens e até de adultos: o bullying.

#Quotes - Dois Garotos se Beijando

Esta poderia ser uma resenha, mas não acho que encontraria palavras para expressar o quão bom foi esse livro. Então resolvi postar os quotes. Vai ser fácil entender o quanto esse livro é especial.

Resenha - A Playlist de Hayden

Depois de ler as primeiras 100 páginas como  prova da Novo Conceito, recebi o exemplar uns dias atrás. Serviu para curar minha ressaca literária. Só digo uma coisa. Que livro! Que livro! Segue sinopse abaixo:


A Playlist de Hayden - Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente
Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.

A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

Contando a estória de Sam e de Hayden, entramos em um momento pós suicídio. Hayden é um garoto deslocado do meio social, ele é um Geek, pra quem não sabe geeks são aquelas pessoas que gostam muito de quadrinhos, jogos e toda essa tecnologia. Ele é deslocado não por ser um geek, mas sim por possuir dislexia e sofrer uma pressão enorme dos pais. Ele tem como único e verdadeiro amigo o Sam o protagonista do livro, por algo que não fazemos ideia do que foi Hayden resolve se matar, mas não sem antes deixar uma playlist para Sam. O certo é que ele morre e é ai que o livro começa. 

Mais Desejado Julho - Anjo Mecânico.

Anjo Mecânico, primeiro livro da saga Peças Infernais, é um de tantos livros que a autora Cassandra Clare lançou e ainda vai lançar(pulando de alegria). Com o mesmo mundo da primeira saga que é Os Instrumentos Mortais, Cassandra promete muitas outras aventuras e personagens muito mais cativantes. Segue sinopse abaixo: 

Anjo Mecânico - Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo.
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record

Gosto muito da Cassandra a primeira saga já tenho completa. Ano passado fiz a loucura de sair da minha Bahia, dormir no aeroporto só pra ver ela na Bienal de São Paulo 2014. Só vi de longe, não peguei autógrafo pois descobri da pior maneira possível que eu não era o único que gostava dela(parecia fila do SUS). 

Livro do Mês - Dois Garotos Se Beijando

Dois garotos se beijando, livro do autor David levithan(não sei se pronuncia levitan ou lévitan) lançado este ano pela editora Galera Record, vem com o objetivo de quebrar alguns tabus que vemos diariamente e que apesar de existir muito preconceito, eles vem sendo discutidos mais e mais a cada dia. Então toda ação social que traga melhoras é válida, segue sinopse abaixo: 

Dois Garotos se Beijando - Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Ano: 2015


David Levithan é um autor já conhecido por estas bandas. No Brasil já foram lançados: Invisível, Todo Dia, Uma Noite de Amor e Musica e alguns outros, além de parcerias. Então todo mundo deve ter ouvido falar de algum livro dele.

Opinião - Jack e o Coração Mecânico

Existem desenhos que servem só para entreter e dar boas risadas, isso não é errado, é bom. Um boa gargalhada faz bem para alma, mas há aqueles desenhos que não nos fazem rir, nos fazem pensar e refletir. Jack e o coração mecânico é assim. 
Segue sinopse abaixo:

Edinburgh, 1874. Jack nasce no dia mais frio do mundo e seu coração permanece congelado. Drª. Madeleine salva-o substituindo o coração danificado por um relógio mecânico. Mas para sobreviver ele deve seguir três regras: não tocar o relógio com as mãos, controlar sua raiva e, especialmente, nunca se apaixonar. Seu encontro com Miss Acácia, uma pequena cantora de rua, irá acelerar o ritmo de suas agulhas. Desesperado para encontrá-la, Jack começa como um Don Quixote em uma busca romântica que o leva dos lagos escoceses aos portões da Andaluzia, na Espanha.

O filme começa com a mãe de jack chegando na casa da Drª Madeleine que pra mim é uma bruxa de época. Já desde o inicio percebemos o quão bom esse filme vai ser, na imagem vemos bonecos, animações, mas conseguimos identificar ações humanas e reais em cada cena. Jack nasce neste mesmo dia, só que há um problema, ele vem em um inverno muito rigoroso, o mais rigoroso de todos e infelizmente seu coração nasce muito gelado, congelado.
Para que não morra a doutora resolve fazer um transplante de um novo coração, só que não há um outro coração então ela coloca um relógio no local. Desde a primeira conversa ele conhece as três regras que servirão para mante-lo vivo e em segurança: não tocar o relógio com as mãos, controlar sua raiva e o mais importante nunca se apaixonar. 
Então já viu né? É obvio que ele irá se apaixonar e partirá o nosso coração, mero expectadores. 
Acácia é uma garota da velha Inglaterra, ela toca nas ruas para conseguir o seu sustento e em um desses dias ela conhece Jack e o que mais se temia acontece, Jack se apaixona. 
Por ser um desenho poderia aparecer uma fada madrinha e transforma-lo em um humano sem defeitos, então os dois viveriam felizes para sempre, mas como disse no inicio da resenha esse desenho é muito próximo do real e na vida real não existe fadas madrinhas, pelo menos não aquelas com asas. 
Somos transportados para este amor proibido não por uma tia malvada ou então um casamento já marcado com um príncipe, mas pela natureza e com ela não se pode brincar. 
O filme é lindo de todas as formas. Apenas vê-lo não funciona, quem fizer isso ficará confuso, tem momentos que você precisa fechar os olhos, ouvir a musica e senti-lo em toda a sua dimensão. 
Baseado no livro A Mecânica do Coração do escritor Mathias Malzieu, ele pode ser assistido por este link aqui.

Um xero.

  

Resenha - O Encantador de Flechas

Antes de começar a resenha procurei em outros blogs o que eles sentiram lendo este livro, fiquei chocado pois só encontrei pontos positivos e não entendi porque só eu me senti diferente em relação ao livro, mas é isso mesmo. Segue sinopse abaixo:

Supernova - O Encantador de Flechas - Imersa em uma ditadura ideológica, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que usa os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir os direitos da população. Do outro, um governo tirano, com soldados especialistas em aniquilar magos, nome vulgar dado aos praticantes de tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, um garoto prestes a se formar na escola e não sabe qual futuro pode ter em uma cidade como Acigam. Após o envolvimento dos membros de sua família na rebelião, ele percebe que também está fadado a participar da guerra e vive uma aventura alucinante para descobrir mais sobre a misteriosa ciência que permite encantar objetos com a energia dos elementos. Leran deverá conciliar suas preocupações com a irmã mais nova, a recente vida amorosa e o medo de ser capturado pelos terríveis silenciadores.

Leran é um menino que perdeu o pai muito cedo e mora com a mãe e a irmã. Ele está no seu ultimo ano de escola e se encontra naquela fase da vida em que é preciso tomar uma escolha para onde ir, um rumo a seguir. O problema é que lá onde ele mora não há perspectivas. Ele vive em Acigam uma cidade fictícia e muita parecida com o nosso mundo, mas ao mesmo também muito diferente. Acigam é uma cidade onde há um rei e uma rainha e o regime mesmo que  não declarado é ditatorial. Além de tudo isso Leran é um aprendiz de mago, ele sabe que pode praticar magia ou como descrito no livro, ciência, mas ele não faz ideia de tudo que ele pode fazer e a dimensão dos problemas que a descoberta desde dom para a cidade poderia acarretar. Ponto, essa estória tinha tudo para ser magnifica se não fosse por um problema, a escrita do Renan autor do livro ao meu ver é previsível em muitos pontos e isso me irritou bastante na leitura. 
Neste livro há romance, drama, suspense e muita ação o que me deixou com um sentimento dúbio, eu não sabia o que pensar. As vezes eu estava amando em outras queria largar a leitura. Até a pagina 200 eu tinha certeza que essa seria uma resenha negativa, olhe bem, o livro não é ruim, pelo contrário estou com vontade de ler a continuação, mas demorou para me prender, na verdade só consegui gostar do livro quando mudou o ponto de vista, deixou de ser narrado por Leran o personagem principal e passou a ser contado por Judra. Foi ai que tudo me conquistou. Judra é uma menina que mora em Acigam que se apaixona por Leran então os dois se tornam o casal, mas ai o destino vem e separa eles(não posso falar mais se não seria spoiler). As cenas de ação são as melhores do livro, isso eu preciso dizer, meu coração batia e eu conseguia ver claramente as lutas e fugas. O livro me transportava.
Lançado pela Novo Conceito pelo selo Novas Páginas, o livro Super Nova - O Encantador de Flechas, é um bom convite para pessoas que gostam do gênero fantasia e que não se incomodam em esperar a estória engrenar. Quem espera não se arrepende, pelo menos não me arrependi.  

Um xero.  

Apego aos livros, quem não tem?

Porque não doar? 
Esta é uma questão discutida por muitas pessoas do universo dos livros. Se já leu porque não dá? Eu particularmente tenho três anos que comecei a ler pra valer e tenho até hoje todos os livros que comprei, não dou de jeito nenhum. Pra emprestar já é o maior sacrifício imaginar me desfazer dele. Isso não acontece só comigo, a maioria das pessoas que leem pensam da mesma forma. Se é meu, eu comprei, não vou dar de jeito nenhum. 
Livros hoje são tratados como filhos, são limpos, cuidados, colocados em locais confortáveis, damos carinho para eles e não queremos que ninguém encoste. Isso é fato, qualquer um que tem amor e um pouco de fissura por livros vai se identificar com este texto. A unica diferença é que tem gente que pratica a lei do desapego. Ler o livro e depois passa para outra pessoa para que ela tenha a oportunidade de ler também. Isso é maravilhoso, mas não funciona com um monte de gente, piorou comigo. 
Leitor adolescente já tem a desculpa, "É um trabalho retado pra conseguir um livro, meus pais não me dão dinheiro, então quando consigo eu vou dar?", ou então "Trabalho pra caramba pra ter o que é meu, e ainda vou ter que dar?" ou o mais clássico "São meus filhos, você daria um filho?". Realmente isso acontece e é o fato mais comum do mundo. 
No inicio do ano conheci uma pessoa (pasmem) que doava todos os livros depois de ter lido, quando ela me contou isso, fiquei encarando ela com a cara mais embasbacada do mundo pensando "Não é possível, essa mulher não tem coração", mas a verdade é que esta é uma forma de caridade e outra, é uma forma de disseminar a leitura para outras pessoas. Pensem bem o que um livro na estante vai contribuir? Para nada, apenas ocupará espaço e lhe dará trabalho pois precisará ser limpado, cuidado e tratado. Mas um livro sendo passado, a contribuição que isso causará é infinita pois você dará conhecimento e este não tem limites. 
Então porque não começar a doar?
Sei que é difícil e posso está sendo hipócrita escrevendo isto, mas enquanto a coragem não vem porque não passar a ideia? 
Então fica a dica, se terminou, passe para outro. É bacana, é feliz e é maravilhoso. 


Um xero. 

Opinião - Jessabelle - O Passado Nunca Morre

Filme de terror só é bom se existir um bom suspense no meio, se não tiver não serve.
Jessabelle lançado no ano de 2014 nos Estados Unidos e no dia 18 de junho, ultima quinta feira aqui no Brasil, nos promete um bom mini ataque cardíaco porque em filme de terror susto

pode

Segue sinopse abaixo: 


Após sofrer um acidente automobilístico, Jessie (Sarah Snook) é forçada a retornar para a casa do pai, onde tenta lidar com suas pernas imobilizadas. Ela ainda terá de enfrentar a fúria de um espírito, chamado Jessabelle, que pode ter relação com as circunstâncias misteriosas de seu nascimento.






São poucos filmes do gênero terror que realmente valem a pena. 
A verdade é que quando vamos para o cinema assistir um desses filmes, já vamos com a expectativa lá em baixo, pois é melhor a surpresa do que a possível decepção. 
Jessabelle conta a estória da própria que após sofrer um acidente de carro e ficar paralitica, começa a morar com o seu pai em uma casa extremamente macabra que é a da família. Jessabelle perdeu a mãe desde cedo e há um mistério em cima desta morte que o filme vai contando aos poucos. 
O filme é todo focado nela, apesar de ter outros personagens, toda as cenas vão ter ela no enredo. 
A dublagem não é muito boa, a voz da protagonista é péssima. 
Mas vamos ao mais importante, é possível tomar susto assistindo este filme? Sim é possível, mas pra mim o final foi desastroso. 
Temos a participação especial no inicio do filme do ator Brian Hallisay, pra quem não sabe ele é o Ben da série Revenge, se ainda assim não sabe fica meio difícil explicar ha ha. 
O enredo é super bacana e este não é um filme que fará você dormir durante a sua exibição e o melhor de tudo é que há realmente uma estória, não é só suspense, tem uma sustância, mas como falei o final é desastroso e totalmente deprimente. 
Se o objetivo é só muitos sustos, este não é o filme ideal, mas se a sensação desejada é aquele frio na barriga e a prisão total da atenção, este sim é o filme certo. Mais um de vários terrores, mas este merece também ser assistido.
Olha ai um gif pra te fazer olhar pra trás da cadeira, com medo de ver o capiroto.

Um xero. 

Resenha - Como Dizer Adeus em Robô

Um livro angustiante. Acho que este é o sentimento que devo está sentindo, angustia, depois de ter lido todas as 339 páginas desta obra. Tendo colocado como o mais desejado do mês de junho, criei expectativas astronômicas para este livro. Tenho que dizer, ele superou todas elas. 
Segue sinopse abaixo:

Como Dizer Adeus em Robô - Com um toque melancólico, o livro conta a singular ligação entre Bea e Jonah. Eles ajudam um ao outro. E magoam um ao outro. Se rejeitam e se aproximam. Não é romance, exatamente mas é definitivamente amor. E significa mais para eles do que qualquer um dos dois consegue compreender... Uma amizade que vem de conversas comprometidas com a verdade, segredos partilhados, jogadas ousadas e telefonemas furtivos para o mesmo programa noturno de rádio, fértil em teorias de conspiração. Para todos que algum dia entraram no maravilhoso, traiçoeiro, ardente e significativo mundo de uma amizade verdadeira, do amor visceral, Como dizer adeus em robô vai ressoar profunda e duradouramente.


Bea, como gosta de ser chamada é uma garota robô. Fica óbvio entender porque ela se sente assim, robôs não tem sentimentos, ela é uma garota que não sente. Meu primeiro pensamento foi o seguinte "Como posso dizer que um robô não sente, se eu não sou um robô e nenhum robô respondeu esta pergunta ainda?". É eu sei as vezes tenho essas pirações, mas é a verdade. 
Bea frequentemente muda de endereço pois o pai é professor universitário e sempre está a procura de novos desafios e alunos novos, ela não é feliz com as mudanças, pois isso significa que ela não pode se apegar a lugar algum nem a pessoas, pois ela sabe que aquilo será passageiro. No final do ano um caminhão virá e levará todas as possíveis recordações e laços criados. Isso só reforça mais a sensação de que ela é e precisa ser uma garota robô. 
Além da personagem principal com pouca personalidade visível, mas cheia de conflitos, somos apresentados a diversos outros personagens que abrilhantam mais a estória. Temos a mãe de Bea que se apresenta como louca de pedra, hilária por sinal, temos o pai de Bea um homem admirável(nunca usei essa palavra na minha vida até hoje), e além de tantos outros temos o Jonah. 
Jonah é super semelhante a Bea, são deslocados do mundo onde vivem e não se sentem inteiramente vivos. Essas semelhanças só servem para junta-los(ou mais ou menos isso). 
Quando o envolvimento entre os dois começou a acontecer, eu torci com todas as minha forças que não desse certo. Bea se assemelhava muito a Bella da saga crepúsculo, quando se tratava de Jonah, ela era muito dada, aceitava tudo que vinha dele e isso me irritava(chega de spoilers). 
O livro é super leve mais ao mesmo tempo bastante inteligente. Ele não nos passa frases inspiradoras, ele nos obriga a pensar nestas frases por meio das situações que ele nos apresenta. 
A escrita é feita em primeira pessoa o que ajudou para entender mais o que se passa na cabeça de Bea. O título ao meu ver não foi apropriado pois não consegui achar a concretização, mas nada que interfira na estória. 
É um livro de romance, mas também não é ao mesmo tempo, só lendo para entender. 
Lançado pela Galera, Como Dizer Adeus em Robô me encantou profundamente. 
Um ótimo livro para ler. E é isso. 

Um xero.  

Resenha - A Comissão Chapeleira

A Comissão Chapeleira, livro 2 da saga A Arma Escarlate nos promete uma história cheia de reviravoltas e emoções a flor da pele, além claro de um pouco de ódio ao protagonista principal. 
Bom. Terminei de ler, ódio ao protagonista tive, reviravoltas tiveram muitas, mas emoções a flor da pele, hum! Acredito que foi mais que isso, este livro não te provoca paixão é amor de verdade. 
Segue sinopse abaixo:
A Comissão Chapeleira - Atormentados pelos crimes que cometeu em seu primeiro ano como bruxo, tudo que Hugo mais queria naquele início de 1998 era paz de espírito, para que pudesse ao menos tentar ser uma pessoa melhor. Porém, sua paz é interrompida quando uma comissão truculenta do governo invade o Rio de Janeiro, ameaçando uniformizar todo o comportamento, calar toda a dissensão, e Hugo não é o único com segredos a esconder.
Para combater um inimigo inteligente e sedutor como o temido Alto Comissário, no entanto, será necessário muito mais do que apenas magia. Será preciso caráter. Mas o medo paralisa, o poder fascina, e entre lutar por seus amigos, ou lutar por si próprio, Hugo terá de enfrentar uma batalha muito maior do que imaginava. Uma batalha com sua própria consciência.

Para quem não leu ainda a Arma Escarlate, tenho que dizer que o personagem principal não é o que estamos acostumados. Ao contrário da maioria, Idá mais conhecido como Hugo é tudo menos o mais querido e amado. Atormentando por tudo que enfrentou e causou no primeiro livro nos deparamos com um personagem com grande mudanças de comportamento, mas também com muitos defeitos que continuam encrustados nele. A partir da primeira página somos transportados para o mundo bruxo brasileiro com toda a sua elegância e perspicácia e acima de tudo nos identificamos com cada um dos personagens que nos é apresentado. 
A Renata visa muito esta quebra de preconceitos do povo para o próprio povo, então conhecemos varias culturas a partir deste livro. Somos apresentados a Bahia com toda a sua formosura, defeitos e majestade(onde moro, minha terra), aprendemos mais sobre o sotaque mineirense e gaúcho, conhecemos as dunas do Maranhão e temos personagens importantes de diversas regiões do Brasil até do queridissimo Acre que é esquecido por tantas pessoas. Resumindo, viajamos pelo Brasil em busca do que é nosso por direito e além de tudo vivemos uma estória mais que especial. 
O preconceito não tem vez na Comissão Chapeleira. 
Continua os mesmos personagens claro, com uma boa dose de amadurecimento e aprendizado além de novos personagens para amar e odiar. 
Lembro que no primeiro livro o final foi super apreensivo e tenso, neste segundo foi diferente(não posso contar é spoiler), mas a verdade é que terminei com um sorriso no rosto mesmo depois de ter suado tanto pelos olhos ao decorrer das páginas. 
Procurando em outras resenhas encontrei muitas frases estilo "Um livro macabro" ou então "Uma escritora sem coração". Eu particularmente não vi nada disso, o livro não é só bom, ele é ótimo e olhe que não sou masoquista. Mexe muito com a gente mas todo o aprendizado é doloroso e este livro é uma aula. Uma das melhores que já tive. 
Muito bem diagramado e escrito em terceira pessoa, para comprar é só clicar neste link aqui.
Lançado pela Novo Século, A Comissão Chapeleira entrou pro rol dos melhores livros que já li. 


Um xero. 

Mais desejado - Junho

"Como Dizer Adeus em Robô é a mais linda metáfora escrita"
Autor desconhecido. 

Segue sinopse abaixo: 


Como Dizer Adeus em Robô - Com um toque melancólico, o livro conta a singular ligação entre Bea e Jonah. Eles ajudam um ao outro. E magoam um ao outro. Se rejeitam e se aproximam. Não é romance, exatamente mas é definitivamente amor. E significa mais para eles do que qualquer um dos dois consegue compreender... Uma amizade que vem de conversas comprometidas com a verdade, segredos partilhados, jogadas ousadas e telefonemas furtivos para o mesmo programa noturno de rádio, fértil em teorias de conspiração. Para todos que algum dia entraram no maravilhoso, traiçoeiro, ardente e significativo mundo de uma amizade verdadeira, do amor visceral, Como dizer adeus em robô vai ressoar profunda e duradouramente.
Ano: 2013
Paginas: 344
Editora: Galera Record(essa é sucesso)

Como dizer Adeus em Robô é um dos meus queridinhos há um certo tempo. Conheci o livro pelo vlog da pam, pra quem não conhece é só clicar o neste link aqui
Quando vi esse titulo, pra mim foi amor a primeira vista. Esta estória passa de um simples drama clichê e promete nos levar ao ápice das emoções por frases bem colocadas e que exploram o nosso imaginário emocional. 
Neste livro existem temas como bullying, depressão, solidão, problemas familiares e muito mais. 
A leitura promete ser ácida, mas nada que um bom copo de leite não resolva, ha. 
A capa é uma das mais lindas criadas ao meu ver. Com um fundo preto e este telefone rosa claro pendurado e intimidador, ficamos pensando a que parte do livro retrata esta cena, tomara que não seja um suicídio, seria bastante triste se fosse. 
A Natalie já tem outros livros lançados. No Brasil consegui achar As confissões das Irmãs Sullivan que parece ser muito bom também. 
Como Dizer Adeus em Robô inova em tudo o que estamos acostumados a ler, por isso escolhi como o mais desejado de Junho. 

Um xero. 

Livro do mês - Perdão, Leonard Peacock

Quem é o leitor que nunca ouviu falar ou então nunca assistiu alguma criação do Matthew Quick?
Na verdade eu exagerei um pouco o escritor não tem muitos livros lançados, mas felizmente ele teve destaque no livro O Lado Bom da Vida nos permitindo conhecer uma escrita admirável e sonhadora. Mas não venho falar do Lado Bom da Vida, o livro em questão é outro, nada mais nada menos do que Perdão, Leonard Peacock. 
Segue sinopse abaixo:


Perdão, Leonard Peacock - Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto

Pela sinopse o leitor já é transportado para outros ares, outra intensidade, entramos em um drama. Leonard tem um segredo e esse segredo envolve esse seu ex-melhor amigo. Leonard quer mata-lo mais antes disso ele quer agradecer e tentar fazer algo por pessoas que realmente importam para ele. Mas no final a sinopse nos dá a certeza. Leonard vai morrer. 
Quando lemos um livro de um autor novo a ultima coisa que a gente quer saber é o final e o autor inovou nisso, ele nos conta o possível final e isso nos intriga. Saber o final nem sempre é bom mas nesse ficamos com um gosto de quero mais. 
O livro é narrado em primeira pessoa, então entramos literalmente na cabeça de Leonardo e aos poucos conseguimos entender os seus motivos para o possível homicídio seguido de um suicídio. O livro tem partes inovadoras que quando li não acreditei que um autor contou isso. 
O final é o melhor final(ao meu ver), terminou da forma que deveria terminar.  A sensação é de que a vida continua. 
Apesar de não ser o mais famoso livro do autor, este merece também ser lido, por isso ele é colocado aqui no blog como o livro do mês. 

O autor botou a cara no sol neste livro.
É muito bom.



Um xero.

Lançamentos - Verus

Um dos selos do Grupo Editorial Record a Verus esse mês está trazendo bons lançamentos para o público jovem.
Não sei por onde começar este mês está difícil. 

Sorte no Jogo, Sorte no Amor - Todo mundo já deve ter ouvido, pelo menos uma vez na vida, o ditado “Sorte no jogo, azar no amor”. Mas será que ele está certo? Susana, a S das MAIS e a esportista da turma, narra as aventuras do último trimestre do primeiro ano do ensino médio. A atleta mais badalada do Centro Educacional Machado prova nesta história que os ditos populares nem sempre são verdadeiros. Fazer parte de um time de vôlei profissional é a realização de um sonho! Susana vai enfrentar seu grande desafio durante o campeonato carioca da Liga Feminina Juvenil. Ao mesmo tempo em que precisa se dedicar ao máximo nos jogos, ela é obrigada a lidar com a saudade do namorado, que sai em turnê para divulgar seu novo disco. E nada mais legal que ter as melhores amigas para dar apoio nesse grande jogo que é a vida! Mari, Aninha e Ingrid estarão ao lado de Susana em todos os momentos do livro que encerra a série. Acontecimentos surpreendentes vão movimentar a vida dessas quatro garotas inseparáveis. Vista a camisa das MAIS e vibre com suas histórias, desafios, amores e sonhos!

Parece ser um livro bem feminino na linha infato-juvenil. Pela sinopse podemos ver uma personagem principal guerreira e batalhadora que luta pelos sonhos e a sua felicidade. Quem não gosta de personagens decididos e verdadeiros? Alguém conhece algum personagem com o nome de "Susana"? A maioria dos autores gostam de colocar nome dificil nos seus personagens, então quando aparece uma katarina, um Pedro ou um Luiz, já me encanto logo. É livro 5 viu gente, então quem quiser lê tem que começar do primeiro. 

Beleza Perdida - Ambrose Young é lindo - alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose... até tudo na vida dele mudar. Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas - perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido. Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

Procurei pela internet toda o significado de Ambrose, até que li de novo e percebi que Ambrose é o nome do cara. Que nome estranho viu. A sinopse nos passa um livro profundo e cheio de sentimentos e é isso que esperamos. A capa é super bonita e todo romance que nos ensina a importância do olhar interior a cima do do exterior merece ser lido. 

Entrelinhas - Reid Alexander, um dos jovens atores mais bem pagos da atualidade, está acostumado a conseguir o que quer - e o que ele quer agora é Emma Pierce, a atriz novata que vai fazer par romântico com ele no próximo filme. Os astros parecem estar se alinhando para realizar o seu desejo, até que ele se vê diante de dois obstáculos inesperados: uma ex-namorada ressentida e um rival que vai disputar o coração de Emma. Emma Pierce acaba de receber uma oportunidade de ouro após anos atuando em comerciais e filmes para TV. Fazer o papel principal em um filme de grande orçamento, contracenando com o lindo Reid Alexander, deveria ser a realização de um sonho. Mas o coração de Emma esconde uma fantasia secreta: ela quer ser uma garota normal. Entrelinhas é o primeiro volume da série homônima de Tammara Webber, autora que já conquistou os leitores brasileiros com livros como Easy e Breakable. Embarque em mais esta história arrebatadora, que vai deixar você querendo muito mais

Como os dois livros que citei acima, este também é um livro voltado ao público jovem. Não entendi o "ela quer ser uma garota normal", se ela ta começando agora o estrelato então é só sair antes que a fama bata na porta, não é não? Só lendo pra conferir. 
A Menina que Contava Histórias - Neste romance, Jodi Picoult examina com elegância até onde estamos dispostos a ir para proteger nossa família e impedir o passado de governar o futuro Sage Singer trabalha a noite toda, preparando pães e doces para o dia seguinte e tentando escapar de uma realidade de solidão, lembranças ruins e da sombra da morte de sua mãe. Quando Josef Weber, um idoso que participa do grupo de luto de Sage, passa a frequentar a padaria, eles começam uma amizade improvável. Apesar de suas diferenças, ambos enxergam um no outro as cicatrizes ocultas que as demais pessoas não veem. Tudo muda no dia em que Josef confessa um segredo vergonhoso e há muito enterrado — ele foi membro da SS na Alemanha nazista — e pede a Sage um favor impensável: que ela o ajude a morrer. O que ele não sabe é que a avó de Sage é uma sobrevivente do Holocausto... ou será que sabe? Se Sage concordar em fazer o que Josef pediu, enfrentará não apenas repercussões morais, mas talvez também legais. Com a integridade de seu amigo mais próximo manchada, ela começa a questionar suas suposições e expectativas sobre a vida e a própria família. 

Como a Verus não podia nos decepcionar ela nos trouxe um drama com um bom suspense. Depois que foi lançado A Menina Que Rouba Livros, virou febre esse negocio, A Menina que fazia isso, que caçava aquilo, e o pior ou melhor de tudo é que os livros são bons mesmo. Custa criar um titulo diferente? Tirando isso o livro parece ser super bacana e deve tirar muitas lágrimas dos leitores. 

írio Azul, Azul Lírio - A complexa teia de intrigas, magia e ação torna-se ainda mais enigmática no terceiro volume da série Blue Sargent encontrou coisas. Pela primeira vez na vida, ela tem amigos em quem pode confiar e um grupo ao qual pertencer. Os ¬garotos corvos a acolheram como se ela fosse um deles. Os infortúnios deles tornaram-se dela e vice-versa. O problema de coisas encontradas, porém, é a facilidade com que podem se perder. Amigos podem trair. Mães podem desaparecer. Visões podem iludir. Certezas podem se desfazer. Em Lírio azul, azul lírio, o leitor vai descobrir para onde Blue, Gansey, Adam, Ronan e Noah serão levados em sua jornada para encontrar o lendário rei galês Glendower.





Pra quem não conhece a saga dos corvos ela é composta de Os Garotos Corvos, Ladrões de Sonhos e agora Írio Azul, Azul Lírio(um completo trava língua). Quem leu diz que ama e não pode viver sem, quem não leu(eu) fica na vontade de comprar. 

É isso, lançamentos para todos os gostos. Destes ai coloquei uns dois na lista de desejados e vocês? 


Um xero. 

Lançamentos - Arqueiro

Mês de junho chegando e os lançamentos não param. Esse mês que vem a arqueiro tá que tá e trouxe ótimos lançamentos para o Brasil e eu que não sou bobo conto tudo para vocês. 


As regras da sedução - Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden.
Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo.
Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.


A arqueiro como todos sabem está investindo pesado nesse romances históricos e sempre vem trazendo novos para nos presentear.  Já espero muitas cenas calientes, sensuais e claro uma boa dose de romance. 
Este é um relançamento, a mesma história com uma capa diferente pois a continuação desta série está sendo lançada também neste mês. Segue sinopse abaixo:

Lições do desejo - Atraente, sutil e tentador, lorde Elliot Rothwell é um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas. Mas isso não se aplica a Phaedra Blair. A brilhante e exótica editora não parece disposta a ceder a seu pedido e cancelar a publicação das memórias de um membro do Parlamento que podem manchar o nome da nobre família Rothwell. A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra. Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa. Porém, em vez de encontrar a bela mulher descansando à beira do mar Tirreno, Elliot descobre que ela está presa por causa de uma acusação injusta. Graças ao prestígio da família, o nobre consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra. Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz – exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.

Então gente, este segundo livro da série parece contar com outros personagens mas com mesma família principal em mais um romance sedutor. É prometido um jogo de poder com muito desejo envolvido. Amei o trecho "exceto o que fazem juntos na cama", só quero saber se na vida real é assim. Ha! 

Memórias de Uma Gueixa - Olhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo.

Amo quando velhos contam a história. Quem não gosta daquele ar de sabedoria que só nossos velhinhos sabem fazer? Contando o passado, Sayuri  promete nos encantar com todas as suas aventuras e desilusões. Acho engraçado uma coisa. Sempre ouvimos dos mais velhos "No meu tempo não era assim", mas é só pegar um livro ou filme antigo para assistimos a "libertinagem" que era. Ha! Gostei muito da capa. Além de tudo isso há  oportunidade de conhecer uma nova cultura. Então vão comprar ou não? 

Eu Estive Aqui - Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?
A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.
Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.
Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

Mesma autora de Se eu ficar. A sinopse nos promete uma história envolvente e motivadora. A escrita da Gayle é super rápida mas ao mesmo tempo acho que passa esperança demais. É como se a gente ficasse esperando um final que não vem. Como a sinopse diz ela está  "em sua melhor forma", então se eles falaram vou acreditar. A capa é linda, não é gente?


O Que Eu Quero Pra Mim - Alice é independente, bem-sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva. 
Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela.O que eu quero pra mim é um romance inspirador, que fala sobre a importância de conhecer a si mesmo e descobrir as próprias necessidades antes de trilhar de forma plena o caminho do amor.


A Lycia Barros é queridinha de muitas leitores por ai. Quem ler livro dela se apaixona pela autora e pelos seus personagens. Nunca tive oportunidade de ler, mas anseio por isso. Só pela sinopse o livro já nos faz suspirar o que é um convite para uma boa leitura. Super recomendo. 


Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan.
Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos.
Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto.


Pra quem não conhece, este livro volta ao inicio da trilogia Sem limites que conta a história de dois possíveis meio irmãos que se apaixonam. Recomendo começarem pelo Paixão sem limites que me lembra um pouco o livro Belo Desastre da Jamie McGuire pela sinopse. Pra quem gosta de livros de jovens perdidamente apaixonados e confusos, esta série e a ideal. 

“Predestinadas é uma história inesquecível, cheia de altos e baixos e boas surpresas. Um fim incrível para uma trilogia excepcional.” – GoodreadsCate 
Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras.Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas.Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.Predestinadas é o desfecho de uma saga permeada de delicadeza, cores, magia e fortes emoções. As irmãs Cahill terão que enfrentar os maiores desafios de sua vida, e o amor que sentem uma pela outra será fundamental nessa jornada.

Esta é uma série que chega ao fim. As crônicas das irmãs Bruxas não é muito conhecida aqui no Brasil mas é super recomendado lá no Skoob. A média lá é de 4,7 então deve ser muito boa a série. As resenhas dos outros blogs então nem falo, alguns só faltam babar ha. Então se quem leu gostou,  é super recomendável. 

Este mês a Arqueiro escancarou a carteira e investiu pesado nos lançamentos de livros. 

Sambou!


Um xero. 

Google+ Badge

Translate

Arquivo Blog

Devoradores de Livros Copyright © 2013 - Designer by Papo Garota,Programação Emporium Digital