Tecnologia do Blogger.

Revenge o fim

Noticia ruim para todos os seri maniacos que assistem de tudo um pouco e que adoram um bom drama e personagens maquiavélicos.

Revenge acabou e o choro é livre.




É gente depois de quatro temporadas lacradoras(nunca que vou usar essa palavra no dia a dia ha ha "lacradora"), o fim chegou.
Contado a história de Emily atrás de sua vingança estilo Nina da novela Avenida Brasil com um pouco mais de classe e estilo americano, contra Victória uma Carminha mais chique e poderosa, e todas as suas engalfinhadas e tramas chocantes e muito emocionantes. Amo a nina e a Carminha.
Tenho que confessar que esse inicio da quarta temporada não foi tanto quanto o que eu pensei, tanto que eu parei no sexto episodio, larguei de mão, mas com essa noticia que ela chegará ao fim próximo dia 10, tenho que voltar, necessito voltar. Adeus vida social por um tempo.
Então se você assisti que nem eu e tá atrasado, corre que dá tempo. Mas corre mesmo.

Para assistir é só clicar aqui.

Lançamentos - Suma de Letras

Mais uma tag sobre lançamentos. Quem não gosta de livros novos? Quem não resiste promoções? A suma de letra nesse mês de maio já bateu o martelo sobre seus lançamentos e eu conto tudo pra vocês.




Doctor Who: O prisioneiro dos Daleks - Uma aventura inédita do Décimo Doutor, interpretado na tevê por David Tennant.
O Império Dalek não para de se expandir, e batalhas eclodem em vários sistemas solares. Quando o futuro da galáxia está em jogo, o Doutor se vê a bordo de uma nave próxima à linha de frente, junto a um implacável grupo de caçadores de recompensas. 
O Comando da Terra paga a eles por cada Dalek morto, por cada olho entregue como prova. Mas, com a ajuda do Doutor, os caçadores conseguem algo de valor inestimável: um Dalek inteiro, vivo, com os sistemas desarmados e pronto para ser interrogado. No entanto, com os Daleks nada é o que parece e ninguém está a salvo. Quando o jogo virar, como o Doutor sobreviverá ao se tornar prisioneiro de seu maior inimigo?







"Doctor Who",quem conhece essa série? Admito que não conheço mas estou disposto a conhecer. Pela sinopse parece que já lançaram infinitos livros sobre o personagem que eu não entendi nada. Juro. Parece uma mistura de StarWars com novela mexicana, que pra mim é uma mistura perfeita. A suma de letras ao meu ver é uma ótima editora e como tem tanto livro dele, deve ser uma magnifica história. Já coloquei na minha lista de desejados agora só falta o dinheiro ha. 

 Cerejinha - Esse livro é um spin off da série O Caso Blackstone e conta a história de Elaina e Neil.
“Elaina Morrison sempre amou Neil McManus. Ela não se lembra de um momento em que não o amava. Passando por tragédia e anos de separação dolorosa, seu amor é verdadeiro… Até que a vida pisa em seu coração, estilhaçando seu sonho perfeito, ensinando a ela como é difícil deixar ir.
A vida real não tem nada de sonhos românticos, no entanto, como os dois aprenderam repetidamente. É ruim em grande parte, deixando cicatrizes dolorosas em toda a caminhada.
Mas Neil não vai desistir. Ele suportou anos de saudade e sacrifício para esperar por ela. Sempre um soldado, ele sabe o seu caminho para um campo de batalha, e para ganhar Elaina não é diferente. Então, isso é exatamente o que Neil vai fazer. Ele vai à luta, fará Elaina ver o que ele já sabe. Que ela será para sempre a sua Cherry Girl…”



"Cerejinha", já viram o titulo? Ha, não sei se acho fofo ou super hilariante. Como vocês viram na sinopse trata-se de um amor impossível que enfrenta céus e terras até se encontrarem e possivelmente serem felizes para sempre, ou não, ha. Juro que me emocionei com a sinopse, apesar de ser um pouco confusa e eu não ter lido ainda a série citada, já me encantei por essa tal da Elaina(como será que se pronuncia?). A capa é bacana. Será um romance hot? Não sei. Quando eu lê conto tudo. 
Inseparáveis - Uma noite em um hotel de Las Vegas mudou a vida de Kasie. Ela estava prestes a se casar, mas acabou se entregando ao bilionário sexy Robert Dade. Agora que ganhou uma promoção na empresa em que trabalha, cujo maior cliente é justamente ele, ela percebe que poder não tem o mesmo significado para os dois. O relacionamento com Robert começa a afetar sua carreira e a vida em família, e ele se torna cada vez mais controlador. Ela é seduzida pelo homem bem-sucedido, pela emoção da aventura, pelo prazer ao sentir o toque dele, pelo desejo que a domina com apenas um olhar. No entanto, essa paixão a está levando para um caminho que talvez ela não queira seguir. Afinal, será que Kasie poderá pagar o preço de tanto poder e sedução? Será que ela realmente conhece esse homem que diz que daria tudo a ela... ou ele continua sendo um estranho?




"Inseparáveis", será o novo Cinquenta tons de cinza? Não sei, esperarei as cenas dos próximos capítulos. Como vocês viram contam a história de Kasie, a menina que não descobriu o sadomasoquismo e que encontra o expert no assunto e já viu né? Muito sexooooooo. Brinks, não sei se é isso não, parece ser um romance hot, mas talvez não. Pode ser um livro similar ao No escuro da  Elizabeth Haynes. Pra quem gosta parece ser uma boa pedida e já tá pertinho de lançarem. 

Um xero. 


 

Séries para assistir e amar (ou não)

Sei que o foco do blog é sobre livros, mas eu estava pensando aqui com meus botões porque não falar sobre séries? Não é não? Então resolvi fazer essa tag, " Séries para assistir e amar".
Dizem que para conhecer uma pessoa é só ver que series ele se identifica. Ha Ha 
Assisto de tudo, sou bastante eclético nisso também então vou falar de tudo, quando digo tudo, é tudo mesmo.  

 O professor de espanhol Will Schuester (Matthew Morrison) resolve comandar o coral da escola, Glee Club. Tentando dar nova vida ao grupo, ele procura diferentes alunos, populares e nerds, como Rachel Berry (Lea Michele), Kurt Hummel (Chris Colfer), Finn Hudson (Cory Monteith), Quinn Fabray (Dianna Agron) e Brittany Pierce (Heather Morris). Schuester tenta equilibrar a sua vida pessoal, enquanto ensaia com os seus novos alunos, mas logo começa a enfrentar as armadilhas da treinadora Sue Sylvester (Jane Lynch).








"Glee", se me perguntarem isso no meio da rua eu direi que é mentira e que o blog foi rackeado ha ha. Mentira, eu pedirei para a pessoa se sentar e começaremos a conversar horas e mais horas sobre essa magnifica série. 
Esse foi o ultimo ano de exibição da série, completando assim 6 temporadas de muitas lagrimas e aprendizados. 
Glee, conta a história de um coral que tenta se reerguer em busca de reconhecimento e sucesso. Também conta a história de diversos personagens que aprendemos a amar, com os seus conflitos e dilemas de uma famosa e incompreendida fase que é a adolescência. Nessa série eu ri, chorei em quase todos os capítulos, gritei, pulei, torci por romances, xinguei muito o autor por não ter colocado alguns casais como eu queria mas a cima de tudo eu fui feliz. Pra mim é a melhor de todas. A identificação é total com os personagens, pra mim não há personagem chato nessa série. Tô na 5º temporada, pretendo terminar logo. Prevejo muitas lagrimas para o gran-finale. Uma coisa é serio gente, quero salientar, é muita lagrima mesmo. Não é brincadeira. É pra chorar muito. 


Dexter Morgan (Michael C. Hall) é adotado aos três anos de idade por Harry Morgan (James Remar) e Doris (Kathrin Middleton), depois de ter se tornado órfão. Após detectar sua tendência homicida, o pai de Dexter decide ensinar a ele um código no intuito de canalizar a raiva do filho para situações mais propícias à violência. Nesta nova lógica, Dexter deve matar apenas assassinos de pessoas inocentes com a condição de provar sua culpa. Ele inicia o desenvolvimento de diversas estratégias usando seu conhecimento e a experiência para realizar sua nova função.

"Dexter" derivada de uma sequencia de livros, essa série conta a história de um psicopata ou sociopata não sei, que por um trauma que ocorreu na infância ele se tornou viciado em matar. Seu pai para livra-lo dessa maldição em parte, o treina para ao invés de matar qualquer um ele só mate quem realmente "merece morrer", exemplificando os bandidos.
Gente, é complicado falar dessa série, ao contrário de Glee, Dexter eu já terminei, são oito temporadas de pura emoção e personagens brilhantes e acima de tudo humanos. Meu coração chega ta palpitando só de lembrar o quão bom é essa série. Em alguns sites você vão encontrar a seguinte frase  "Dexter do luxo ao lixo", normalmente eu respeito a opinião dos outros mas essa não meu filho, é mentira! É luxo até o ultimo capitulo, é toda boa. Claro que há partes que alguns não gostam e outras que ficamos confusos e um final extremamente triste. Gente é sério o final dessa série é muito deprimente, me fez ficar em posição fetal por varias horas chorando, xigando e chorando de novo. 
Pra mim é recomendadíssimo uma série policial que me conquistou por completo. Ha.  

Sem saber dos perigos que estão por vir, a família Harmon sai de Boston e vai para uma mansão em Los Angeles atingida por pequenos conflitos de relacionamento. Logo após a chegada, eles encontram com os Landgons, com quem desenvolvem uma boa relação. Ben Harmon (Dylan McDermott), a esposa Vivien (Connie Britton) e Violet (Taissa Farmiga), a filha, descobrem junto aos seus novos companheiros que a casa possui um ambiente sobrenatural, repleto de fantasmas.







"American Horror Story", terror, terror ha ha, terror. Entenderam? Esse série conta a história de uma família que se muda para uma casa nova que há muito tempo aconteceram varias coisas sinistras, e você já sabem né? Vai ter fantasma, muito sangue, cenas de sexo(poucas mas tem) e viagens sobrenaturais. Só assisti a primeira temporada, foi boa, nos últimos capítulos ouve um looping(não sei se escrevi certo) super bacana. Dizem que a primeira foi a melhor. Jessica lange ao meu ver a Eliana dos Estates brilhou como sempre nessa série. 
Olhem as semelhanças, claro que a Elina é a mais nova. 


Will Graham é um investigador do FBI que tem o talento de se inserir nas cenas dos crimes e visualizar exatamente o que aconteceu. Tal capacidade ajuda a solucionar muitos casos, mas também exige muito dele, obrigando-o a consultar o psiquiatra Hannibal Lecter. Mal sabe Graham, que o dr. Lecter não é um psiquiatra comum.













"Hannibal", essa aqui me insultou de uma forma que não tenho como descrever, me senti completamente burro é como se ela me dissesse "Eu sei tudo e você não sabe nada" ou então "Você não tem QI suficiente para me assistir", então se você quiser vê-la se prepare para muita dor de cabeça para poder entender aonde a série quer chegar. 

Walter White é um professor de química na casa dos 50 anos que trabalha em uma escola secundária no Novo México. Para atender às necessidades de Skyler, sua esposa grávida, e Walt Junior, seu filho deficiente físico, ele tem que trabalhar duplamente. Sua vida fica ainda mais complicada quando descobre que está sofrendo de um câncer de pulmão incurável. Para aumentar rapidamente a quantidade de dinheiro que deixaria para sua família após sua morte, Walter usa seu conhecimento de química para fazer e vender metanfetamina, uma droga sintética. Ele conta com a ajuda do ex-aluno e pequeno traficante Jesse e enfrenta vários desafios, incluindo o fato de seu concunhado ser um importante nome dentro da Agência Anti-Drogas da região.

"Breaking Bad", aclamada por todo o publico e critica mundial e blá blá blá, essa série pra mim é regular, assisto aos poucos. A primeira temporada pra mim foi eletrizante, acho que foi até a primeira série que assisti na minha adolescência, tirando as que passam na televisão(falo de "Todo mundo odeia o cris" "Xena" Hércules"). Lembro que foi um amigo meu que me indicou e como eu estava sem nada pra fazer mesmo resolvi assistir. Terminei a primeira temporada em um dia, foi direto, nem pra comer parei. Mas quando chegou a segunda demorei mais, acho que não consegui pegar empatia pelos personagens. Confesso que tô enrolando, pra mim é uma ótima série mas... Ha não sei quem sabe daqui a pouco pego o ritmo de novo? 

Affemaria chega, essa foram as mais recentes para mim, todas são boas, cada uma com um assunto diferente mas com a semelhança de te prender até o final do capitulo e sempre dá aquele gosto de quero mais. 
Até mais, um xero. 

Resenha - Percy Jackson

São cinco livros, mil e uma emoções, um trubilhão de sentimentos, um monte de personagens para amar e poucos para odiar, muita história e um final com lagrimas de alegria. Já sabem do que estou falando? Não. 
Ha ha ha, segue descrição abaixo segundo titio Wikipédia: 

Percy Jackson & the Olympians (no Brasil, Percy Jackson & os Olimpianos; em Portugal, Percy Jackson) é uma série literária composta por cinco livros de aventura e fantasia, escritos pelo estadunidense Rick Riordan, que retrata a mitologia grega no século XXI.1 O personagem principal da série é Percy Jackson, que descobre ser um meio-sangue filho de Poseidon, deus do mar.1 Além dele, outros personagens notórios são Annabeth Chase, filha de Atena, Grover Underwood, um sátiro adolescente, Thalia Grace, filha de Zeus, e Luke Castellan, filho de Hermes.


Gente, deixei minha vida de lado por uma semana só pra ler todos esse livros com capas novas, espetaculares, avassaladoras e destruidoras. Já percebeu que me tornei mais um apaixonado por essa saga? Não? Magina.
Como a descrição já diz essa saga conta a história de Percy um herói muito engraçado por sinal que carrega no ombro o peso de uma grande profecia que poderá acarretar no sobrevivência ou morte do mundo que conhecemos junto com todos os Deuses(Se fosse comigo já pedia pra sair). 


Sou daquela época que as pessoas ficavam na frente da TV esperando os episódios de Hércules e Xena(gente não sei qual dos dois era melhor, ainda consigo ouvir o grito da princesa guerreira era tipo: iiiiiiiiiiiia), então desde sempre fui apaixonado por mitologia grega. Outra característica minha é que sou órfão de Harry, desde que terminei os livros não achei nenhum que me fizesse sentir amado por quem escreveu, é complicado descrever só quem leu e amou sabe o que estou falando. 
No primeiro livro vemos como Percy descobre que é um meio sangue(metade humano e metade Deus) e começamos a nos acostumar com o ritmo acelerado de milhões de aventuras desse menino.
Como disse o ritmo do livro é muito acelerado então são mil e uma aventuras, tem serpentes, leões, zumbis, bandidos, traições, mas serpentes, dragões e uma infinidade de coisas. 
Pra mim o primeiro livro foi direcionado para pré-adolescentes sem mais. Do terceiro em diante parece que o livro cresce junto com os seus leitores. Isso não quer dizer que você não tendo 12 ou 13 anos não vai poder ler o livro. Só tô avisando porque há muitas coisas bastante infantis e sem noção no primeiro livro. Nada que atrapalhe a história em sim.
Os finais de cada livro então! Eram fantásticos, pareciam ganchos de novela mexicana. 
Então se você gosta de mitologia grega e a cima de tudo, gosta de dar umas boas risadas, leia Percy Jackson bixin.
Olha as novas capas aqui. 







Se interessou e quer comprar? Olha o link aqui  

4 Vlogs literários para amar

Meu sonho é ter um vlog literário, quem me conhece sabe disso. Enquanto não chego lá que tal falar de ótimos vlogs brasileiros literários na minha opinião. Não dá pra escolher o melhor gente, não dá.  



Pam Gonçalves (Garota it).


Esse foi o primeiro vlog que segui, quem não conhece o Garota It? Um vlog super bacana que fala de tudo um pouco sobre o mundo literário? Pra mim esse é um dos melhores, sem mais. A Pam é super espontânea e divertida e o melhor de tudo é que ela é eclética nas suas escolhas, lá você vai ouvir falar de romances e até terror. É super bacana, me divirto muito com o jeito dela e de lá tirei muitas indicações para compra de livros.
Ano passado fui na bienal São Paulo, com o intuito de vê-la. Minha gente, só faltei ser esmagado com a quantidade de fãs que ela já criou. Ta podendo hein.
Olha o link aqui



Geek Freak

Admito que no inicio eu não gostava muito desse vlog não, nem sei por que assinei. Mas com o tempo fui percebendo o quanto ele era bom. Sabe aquela coisa que te conquista com o tempo e chega um momento que você não consegue mais ficar sem? Pois é o Geek Freak é assim. E não pense que você só vai encontrar livros nerds não, magina, ele é muito eclético também. Cada indicação melhor que a outra.
Olha o link aqui



Mundo paralelo

Esse aqui pra mim é fácil, fácil explicar. Quer saber o porque? Acesse, abra um vídeo qualquer e espere um pouquinho. Depois disso você vai ver o que é carisma nato. Engraçado e divertido é o resumo do vlog dele, aqueles corte de cenas com momentos engraçados são hilários, acredito que ele foi muito feliz na criação desse vlog. De um Top 10 de vlogs, tenho certeza que ele fica entre os primeiros.
olha o link aqui


Indice X

Não sei quanto tempo tem esse vlog, mas sei que é recente. São vários videos, com varias pessoas. Então vai ter video com um, outro dia com outro e assim vai. Cada um fala do que gosta e é isso que é bacana, tem aquela seletividade de pessoas na tela. Ta tendo um sorteio no vlog muito bacana com um monte de livro. Nós leitores sabemos que melhor que livro, só livro grátis. Esse vlog vai crescer muito ainda, só é questão de tempo - Alguém pode gritar um "Eu acredito?".
olha o link aqui

Ha, tava relendo e tentando colocar outros vlogs, não consegui. Sou bem chato com o que vejo então se esses tão ai, podem ter certeza que são bons.

Quer ver um gif não muito engraçado? Olha


Você também é fã de algum vlog? Conta pra mim bixin.


Lançamentos - Novo conceito.

A Novo Conceito esse ano está com ótimos lançamentos esse post terá como objetivo mostrar o que vem ai de novo para nós leitores no próximo mês. Então se você é como eu e não aguenta vê um livro novo que quer logo comprar "Tu tá no lugar certo meu rei", ha ha, essa é minha baianidade. 


Bom dia, Sr. Mandela - Bom Dia, Sr. Mandela conta a extraordinária história de uma jovem que teve suas crenças, preconceitos e tudo em que sempre acreditou transformados pelo maior homem de seu tempo. A incrível trajetória de uma datilógrafa que, escolhida para se tornar a mais leal e devotada assessora de Nelson Mandela, passou a maior parte de sua vida trabalhando ao lado do homem que ela passaria a chamar de Khulu , ou avô.








Biografia a vista. Vou ser sincero com você só irei ler uma biografia se for do Silvio Santos outra não leio, sei que muitas pessoas dizem que faz bem, que engradece e que nos ajuda não cometer erros e outras coisitas mais. Mas gente não consigo. "Bom dia Sr Mandela", parece que vai ser uma coisa de louco, contando a história de um dos maiores revolucionários visto até o dia de hoje pela visão de sua datilógrafa e assessora mais próxima. Confesso que não pesquisei muito, mas vamos vê né? Para os amantes de biografias esse livro promete muitas histórias e revelações. Deu até uma ansiedade(só um pouquinho). 

Primeiro e Único - Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos.
Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos.
A aclamada autora de Questões do Coração e Presentes da Vida criou uma história extraordinária sobre amor e lealdade e sobre uma heroína não convencional que luta para conciliá-los.




Acho que é um romance viu gente. Quando comecei a ler a sinopse imaginei uma história estilo Nicholas Sparks, mas no final percebi algo mais, acho que essa é daquelas histórias que choramos muito e que dá aquele nó no coração pela decisões tomadas pelo personagem. Emily Giffin pra mim é uma autora brilhante então essa deve ser mais uma história digna de aplausos. A capa é maravilhosa.

A Lista - Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.





Prevejo uma heroína digna de personagens principais do escritor Sidney Sheldon, já falei a vocês que amo Sidney? Acho que não, mas confesso, tenho muitos livros do autor. Agora voltando a falar do lançamento, este livro como vocês viram na sinopse conta a história de Kitty e que nem o de cima deve contar a história de auto-descobrimento e superação. Repararam no nome da autora? Conhecem ela? É a mesma autora de P.S. Eu te amo, um dos melhores livros que eu já li. Então só por isso já estou ansioso para comprar. Minha carteira já deve tá chorando aqui. 

Apenas Um Ano - Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro.
Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi,
Apenas um Ano reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.





Lembram da autora do livro "Se eu ficar"? É a mesma desse livro. Na época do lançamento do filme entrei em um desespero grande para adquirir o livro antes de chegar o filme nos cinemas, confesso que me decepcionei, fui com muita sede ao pote, comparo "Se eu ficar" com "Cidade de papel" um enredo fraco, uma história até boa mas não tão bem aproveitada, personagens fracos. Não foi um livro ruim, só não foi muito bom. Acho que minha ansiedade atrapalhou bastante. Mas é isso, as vezes erramos em um livro e acertamos em outros não é mesmo? Claro que essa é a minha opinião, conheço um monte de gente que amou, adorou e chorou horrores lendo o livro. Que esse livro seja ótimo e que me con
vença. 

Obs: Essas são minhas opiniões quero destacar. Todos esses livros merecem ser lidos. A construção de um livro é algo totalmente cansativo e real. Então se você já se decepcionou com o autor o que custa dá mais uma chance para ele? Pra mim não há livro ruim, sempre haverá alguém que goste. E como saberemos sem tentar? 
Esse mês a novo conceito sambou. 
Pra provar isso a Afrodite das atrizes sambando para vocês.  


Amo a Suzana!

5 livros para chorar horrores.

Atire a primeira pedra quem nunca comprou um livro só por saber que ele faz a maioria das pessoas que o leram chorar? Nunca fez isso? Mentira? D-U-V-I-D-O, ainda soletrei para o caso de você não entender HA. 
Pensando nisso resolvi criar esse post. Claro que não falarei todos, mas tentarei colocar aqui os que me fizeram chorar muito, e quando digo muito eu digo isso aqui ó:




,

























Já entenderam né?
Então se você é como eu e adora umas boas lágrimas leia esse post até o final e corra para a biblioteca para buscar esse livros. 


"O melhor de mim", quem nunca ouviu falar no Nicholas Sparks? Criador de dezenas de romances esse autor consegue em cada livro me fazer chorar horrores. Esse livro conta a história de Amanda Collier e Dawson Cole, eles se apaixonam na adolescência e vivem aquele romance envolvente e que arranca suspiros das pessoas, só que há um problema ela é rica de uma família tradicional da cidade e ele é pobre de uma família nada tradicional e correta da cidade. Então já vimos né, eles se separaram e depois de muitos anos voltam à cidade pela morte de um amigo em comum e é ai que eles descobrem que um grande amor nem o tempo pode apagar(vi essa frase em algum fundo de caminhão). Então, o livro é basicamente isso, pra mim é um dos melhores livros de NS(falo assim em abreviação pois já me considero intimo dele), e com certeza te fará chorar muito com aquele final. 




"Depois daquela viagem", sabe aquela história que faz você chorar de felicidade? Pois bem é essa mesma, acho que é um romance brasileiro e autobiográfico, conta a história de Valéria que é portadora do vírus da Aids, contando toda a sua vida com a doença. O mais bacana desse livro é que viajamos com a personagem principal para outro país e lá descobrimos coisas novas, aprendemos a falar outras línguas e é tudo sucesso. Não é um livro deprimente, pelo contrário é super divertido, ri muito com as estripulias da personagem mas a cima de tudo aprendi muito com ela. O final então, você chora por que o livro terminou e não tem mais. Simples assim. 


"O menino do pijama listrado", amo livros que além de entreter nos ensinam um pouco de história, não tenho muito o que falar desse livro. Ele conta a história de Bruno filho de um oficial de guerra da época(eu acho), então ele se muda e é obrigado a morar ao lado de um campo de concentração. Ele vê diariamente pessoas com roupas listradas e tem curiosidade de saber o que acontece do outro lado e o por que de ele não poder ir para lá nem as pessoas virem para o lado dele, e como todo menino curioso ele resolve tentar chegar o mais perto possível da cerca que separa essas duas realidades, então ele encontra um menino que se torna amigo dele e toda história acontece. As lagrimas vem ao momento que percebemos a tamanha falta de maldade no coração de Bruno e como um menino da mesma idade mas que vive em um universo completamente diferente pode ser tão diferente no modo de pensar mas ao mesmo tempo também querer ser feliz. O final é destruidor literalmente, sem comentários. 

"O diário de Anne Frank", olha outro livro com o mesmo tema, segunda guerra mundial, nazismo. Esse é mais outro livro que mostra a dura realidade do tempo do Holocausto. Anne é judia e por isso precisa se esconder, não só ela mas toda a sua família. Então eles vão para um prédio escondido com outras pessoas e ficam lá, a mercê da ajuda de boas pessoas, da própria sorte e principalmente de Deus. Ah, esse livro é incrível, todo o amadurecimento  da personagem me comoveu de uma forma que não sei colocar no papel, o final então? Nem falo, o pior é que essa história realmente aconteceu, depois de terminar de lê-lo é que fui entender a proporção da monstruosidade que foi nesse tempo. Gente vocês sabem o que são seis milhões de pessoas? Seis milhões de vidas, transformadas em estatísticas e só? É desastroso, é horrível. Anne me ensinou muito e é um ótimo livro para ensinar o amor. 
OBS: Seis milhões são números estimados de judeus a quantidade de prejudicados é muito maior. 


"Extraordinário", quem nunca viu esse livro azulzinho(na imagem está branca, mas ele é azul agora) em alguma livraria? O livro conta a história de August, ele é portador de uma doença genética que causa a deformação do seu rosto, e o livro narra o primeiro ano de colégio dele. Esse livro trata de bullying, fala de aceitação, fala também de amizade e família. Pra mim todos deveriam lê-lo, esse é outro livro que faz você chorar de felicidade.  


Existem muitos outros que li e me fizeram chorar, não coloquei aqui com medo de que o post ficasse muito denso, tenho que admitir que me emocionei muito relembrando todos esse livros. Além de fazer chorar esses livros ensinam e isso é maravilhoso. 

Deixa seu comentário aqui embaixo sobre o que você achou ou se você conhece outros para me indicar. 

Um xero. 







Resenha - Precisamos falar sobre Kevin.

Tenho que dizer, tô tenso pra escrever essa resenha, por que isso não é um livro comum ele é o livro dos livros, reis dos reis, soberano de todo o mundo. Esse livro é... Como posso dizer, ele é destruidor!!!!!!



Já imaginam de qual estou falando? Claro que sabem está no titulo, ha. Mas gostaria de repetir, é ele mesmo, o livro se chama "Precisamos falar sobre Kevin". huahueuaheuheauh.
Já entenderam a minha emoção né? Ha, segue sinopse e capa abaixo:

Precisamos Falar Sobre o Kevin - Lionel Shriver realiza uma espécie de genealogia do assassínio ao criar na ficção uma chacina similar a tantas provocadas por jovens em escolas americanas. Aos 15 anos, o personagem Kevin mata 11 pessoas, entre colegas no colégio e familiares. Enquanto ele cumpre pena, a mãe Eva amarga a monstruosidade do filho. Entre culpa e solidão, ela apenas sobrevive. A vida normal se esvai no escândalo, no pagamento dos advogados, nos olhares sociais tortos.
Transposto o primeiro estágio da perplexidade, um ano e oito meses depois, ela dá início a uma correspondência com o marido, único interlocutor capaz de entender a tragédia, apesar de ausente. Cada carta é uma ode e uma desconstrução do amor. Não sobra uma só emoção inaudita no relato da mulher de ascendência armênia, até então uma bem-sucedida autora de guias de viagem.
Cada interstício do histórico familiar é flagrado: o casal se apaixona; ele quer filhos, ela não. Kevin é um menino entediado e cruel empenhado em aterrorizar babás e vizinhos. Eva tenta cumprir mecanicamente os ritos maternos, até que nasce uma filha realmente querida. A essa altura, as relações familiares já estão viciadas. Contudo, é à mãe que resta a tarefa de visitar o "sociopata inatingível" que ela gerou, numa casa de correção para menores. Orgulhoso da fama de bandido notório, ele não a recebe bem de início, mas ela insiste nos encontros quinzenais. Por meio de Eva, Lionel Shriver quebra o silêncio que costuma se impor após esse tipo de drama e expõe o indizível sobre as frágeis nuances das relações entre pais e filhos num romance irretocável.

Viu como a sinopse é toda "cult"? Pois é pessoas esse livro além de ser uma grande história te ensina muitas palavras que você nunca ouviu na vida, eu mesmo contei umas vinte que tive catar o dicionário para saber o que é. Mas não se assustem por favor, pegar o dicionário para entender partes desta história vai valer muita a penas pois esse livro é grandioso.
O livro conta a história  da família de kevin pelo ponto de vista da mãe que se chama Eva, por meio de cartas ao marido ela narra e descreve o que aconteceu realmente sem nenhum disfarce da vida, com toda a liberdade e sinceridade que uma pessoa pode ter. Pela sinopse sabemos que Kevin é um assassino, então temos que nos precaver com uma dose de anti-amor para que a paixão pelo personagem não venha. Mas não tome uma dose só não, tome umas vinte por que é complicado. A maior parte da história ficamos confusos sem saber quem  amar, mas temos certeza de quem odiar(Não contarei é spoiler ha). 
Então voltando ao livro, por meio destas cartas é que conhecemos o que aconteceu e como está a vida de Eva no presente. É nesse desenrolar das cartas que com a maior clareza possível conseguimos aprender um pouco mais sobre nós mesmos e como um relacionamento pode ser tão complicado. Uma coisa que aprendi nesse livro é não começar um relacionamento(não que eu tenha algum) só por começar. Não vivemos em um mundo único. Tudo que fazemos haverá um reflexo imediato ou posterior, acho que é isso que o livro passa, fazer as coisas buscando apenas agradar aos outros não serve, as consequências podem ser desastrosas. Vamo deixar de drama. Como disse o livro é muito bom, não há muito o que falar, você realmente precisa ler para saber o que estou dizendo. Tenho certeza que aumentei uns três pontos no meu QI depois de terminar de lê-lo. 

Olha ai a foto da linda que nos presenteou com essa obra de arte que é o livro:
 

E mais uma vez pra provar que ela sambou nesse livro a rainha das rainhas sambando pra você. 










Resenha final - A MAIS PURA VERDADE

Então pessoas, finalmente volto aqui para dizer o que achei do livro "A MAIS PURA VERDADE", ai você me diz, "Mas você já não fez resenha?", ai te digo, "Claro Kakaroto, mas foi as minhas primeiras impressões, o livro todo só chegou semana passada e resolvi terminar de lê-lo hoje", segue sinopse abaixo: 

A Mais Pura Verdade - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.

Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

Então, logo naquele post eu já tinha dito o quanto tinha amado a escrita do Dan e da história. Hoje eu estava assistindo um vlog que sigo e o tema era "Os meu livros favoritos"(ou algo referente a isso), e vi que um dos livros citados era esse. Admito que foi isso que me fez pega-lo na estante e terminar de lê-lo. 
A continuação da história segue a mesma coisa do inicio, temos capítulos do personagem principal e temos "meios capítulos" da amiga do personagem, só que nessa segunda parte da leitura(depois da página 100), pra mim foi a mais emocionante, chorei horrores com o que aconteceu com mark, é sério, eu estava no ônibus indo pra trabalhar e as lagrimas caindo no meio do povo enquanto terminava a leitura. Uma coisa que tenho que dizer, eu não esperava aquele final. Muitos autores apelam para um final chocante que nos fazem chorar até ficarmos desidratados, mas o Dan não(falo "Dan" por que já me considero intimo dele. Ha), ele tratou o final como uma continuação, algo simples e singelo mas que ao mesmo tempo foi encantador, o que me fez chorar mais ainda. 
Super recomendo mais uma vez o livro. 


Teve uma parte do livro lá no fim que fiz essa cara qui ó




E depois de uma imagem linda da Carminha, ops Inês, coloco mais uma vez a capa do livro.




Google+ Badge

Devoradores de Livros Copyright © 2013 - Designer by Papo Garota,Programação Emporium Digital